Na vida, na verdadeira vida, há duas palavras que constituem a base da nossa existência efémera.

Amor e Amizade.

Sem elas, tudo seria fútil, inútil, desesperadamente vazio.
No percurso intimo do poeta, do escritor,
estes dois vocábulos brilham como estrelas no firmamento.
Por aquilo que vocês são, por tudo o que vocês me dão, apenas posso dizer

- Amigos eu Amo vocês.

 



  Diógenes Pereira de ARAÚJO
Palavras do Penhor
Viver solenemente
Bom Humor


  Maria do Carmo FERREIRA
De uma corrente trifasica...


  Leila MÍCOLLIS
Alvos
Da farsa ao fogão
Rimance
Devastação
Diferença
Missão cumprida


  Eliana MORA
Sem coroa de louros


  Vânia ZACHARIELLO
Perdoe
Talvez
Encontro


veja também a versão francesa    


Copyright © 2001 Joseph VASQUES Tous Droits Réservés

webmaster Nelly JOHNSON ~ 2001 WEBMASTER